jusbrasil.com.br
2 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TJ-MG : 100240606315200011 MG 1.0024.06.063152-0/001(1)

    DESISTÊNCIA DA AÇÃO - RÉU AINDA NÃO CITADO - LIVRE FACULDADE DO AUTOR - APLICAÇÃO DO ART. 267, INCISO VIII, DO CPC. - RECURSO - AGRAVO DE INSTRUMENTO.

    Tribunal de Justiça de Minas Gerais
    há 8 anos
    Processo
    100240606315200011 MG 1.0024.06.063152-0/001(1)
    Publicação
    21/01/2009
    Julgamento
    12 de Dezembro de 2008
    Relator
    JOSÉ AFFONSO DA COSTA CÔRTES

    Ementa

    DESISTÊNCIA DA AÇÃO - RÉU AINDA NÃO CITADO - LIVRE FACULDADE DO AUTOR - APLICAÇÃO DO ART. 267, INCISO VIII, DO CPC. - RECURSO - AGRAVO DE INSTRUMENTO.

    O processo extingue-se sem o julgamento do mérito se o autor desiste da ação na forma do inciso VIII do art. 267 do CPC, sendo certo que até a contestação do réu, pode o autor desistir da ação, sem o consentimento deste último. Trata-se de caso de extinção do processo por ato que independe do juiz, cuja participação restringe-se à homologação do pedido de desistência. Em se tratando de litisconsórcio passivo facultativo, não cabe ao Julgador fazer juízo de conveniência sobre o requerimento de desistência, mas, tão-somente homologá-lo. É que tal requerimento pode ser feito até a contestação, segundo o livre arbítrio do autor, conforme faculdade que lhe é outorgada pela lei. O pronunciamento judicial homologando a desistência contra um dos réus desafia recurso de agravo de instrumento, pois, conforme cediço, somente é apelável o ato judicial que extingue todo o processo e não apenas parte dele, sem ou com julgamento do mérito, pois se o processo continua, não há que se falar em recurso de apelação.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://tj-mg.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/5975605/100240606315200011-mg-1002406063152-0-001-1

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)