jusbrasil.com.br
21 de Novembro de 2017
    Adicione tópicos

    Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Criminal : APR 10701130176442001 MG

    APELAÇÃO CRIMINAL - RECURSO MINISTERIAL - AMEAÇA - CONDUTA, EM TESE, TIPIFICADA NO ARTIGO 147, DO CPB - INSUFICIÊNCIA DE PROVAS - PRINCÍPIO 'IN DUBIO PRO REO' - DOLO ESPECÍFICO NÃO EVIDENCIADO - PALAVRAS PROFERIDAS EM CALOR DE DISCUSSÃO - ABSOLVIÇÃO MANTIDA - RECURSO NÃO PROVIDO.

    Tribunal de Justiça de Minas Gerais
    há 3 anos
    Processo
    APR 10701130176442001 MG
    Orgão Julgador
    Câmaras Criminais / 1ª CÂMARA CRIMINAL
    Publicação
    19/09/2014
    Julgamento
    9 de Setembro de 2014
    Relator
    Walter Luiz

    Ementa

    APELAÇÃO CRIMINAL - RECURSO MINISTERIAL - AMEAÇA - CONDUTA, EM TESE, TIPIFICADA NO ARTIGO 147, DO CPB - INSUFICIÊNCIA DE PROVAS - PRINCÍPIO 'IN DUBIO PRO REO' - DOLO ESPECÍFICO NÃO EVIDENCIADO - PALAVRAS PROFERIDAS EM CALOR DE DISCUSSÃO - ABSOLVIÇÃO MANTIDA - RECURSO NÃO PROVIDO.

    1. A simples probabilidade de que o acusado possa ter praticado o delito narrado na denúncia não é suficiente para a condenação e, diante da dúvida intransponível sobre a conduta ilícita afeta à autoria, o mais seguro é a absolvição.

    2. Destarte, o conjunto probatório é completamente estéril, e por mais que se examine a prova coligida, nela não se encontram elementos de convicção que autorizem a prolação de um decreto condenatório em relação à ameaça em tese ocorrida.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.