jusbrasil.com.br
20 de Outubro de 2019
2º Grau

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG : 3122007 MG 2.0000.00.312200-7/000(1)

EMENTA: INDENIZAÇÃO - DANO MORAL - PRISÃO INJUSTA - ESTABELECIMENTO BANCÁRIO - CALÚNIA - INJÚRIA - ILÍCITO CIVIL CONFIGURADO.

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
há 19 anos
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Processo
3122007 MG 2.0000.00.312200-7/000(1)
Publicação
12/09/2000
Julgamento
30 de Agosto de 2000
Relator
PAULO CÉZAR DIAS

Ementa

EMENTA: INDENIZAÇÃO - DANO MORAL - PRISÃO INJUSTA - ESTABELECIMENTO BANCÁRIO - CALÚNIA - INJÚRIA - ILÍCITO CIVIL CONFIGURADO.
Pratica ilícito civil e, via de conseqüência, responde pela composição de danos morais o estabelecimento bancário que, sob suspeita infundada de falsificação de cédula, aciona a polícia, acarretando a prisão injusta do cliente portador das notas, pela prática de fato definido como crime. Ação julgada procedente. Recurso conhecido e improvido.

Acórdão

Negaram provimento . Assistiu ao julgamento pelo apelado o Dr. Osmany Moreira.