jusbrasil.com.br
30 de Junho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 10694110057627001 MG

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
há 7 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

AC 10694110057627001 MG

Publicação

12/05/2015

Julgamento

30 de Abril de 2015

Relator

Luciano Pinto
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO ORDINÁRIA DE REVISÃO DE CONTRATO - PROVA PERICIAL CONTÁBIL - NECESSIDADE - ALEGAÇÃO DE JUROS ABUSIVOS E CAPITALIZADOS - COBRANÇA DE COMISSÃO DE PERMANÊNCIA - AUSÊNCIA DE INFORMAÇÕES SUFICIENTES NOS AUTOS PARA O DESLINDE DO FEITO - DETERMINAÇÃO DE REALIZAÇÃO DE OFÍCIO.

Em ação de revisão de contrato, quando a prova pericial for imprescindível para o deslinde da questão, deve-se determinar a sua realização, a fim de constatar os juros previstos no contrato e aqueles efetivamente cobrados, bem como se havia a previsão de capitalização mensal de juros e comissão de permanência, e se esta ocorreu. A realização da perícia contábil deve ser determinada de ofício, nos termos do preceito do artigo 130 do CPC, mormente diante da ausência de informações nos autos sobre as questões controvertidas.
Disponível em: https://tj-mg.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/852409018/apelacao-civel-ac-10694110057627001-mg