jusbrasil.com.br
5 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Ap Cível/Reex Necessário: AC 10517130015756001 MG

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
há 7 anos

Detalhes da Jurisprudência

Processo

AC 10517130015756001 MG

Publicação

11/09/2015

Julgamento

1 de Setembro de 2015

Relator

Geraldo Augusto
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO/APELAÇÃO CÍVEL - DIREITO À SAÚDE - FORNECIMENTO DE MEDICAMENTO - MULTA COMINATÓRIA PARA O CASO DE DESCUMPRIMENTO - POSSIBILIDADE.

- O arbitramento de multa cominatória para o caso de descumprimento da decisão judicial encontra expresso respaldo no art. 461, § 4º do Código de Processo Civil, quando a penalidade se revelar suficiente ou compatível com a obrigação que se quer resguardar. V.P.R EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL/REEXAME NECESSÁRIO - AÇÃO ORDINÁRIA - DIREITO À SAÚDE - PACIENTE MENOR DE IDADE - MEDICAMENTO NÃO DISPONIBILIZADO PELA REDE PÚBLICA DE SAÚDE - CONTRAINDICAÇÃO DOS EQUIVALENTES TERAPÊUTICOS FORNECIDOS PELO SUS - NECESSIDADE DEMONSTRADA - ATENDIMENTO INTEGRAL ASSEGURADO PELO ECA (LEI Nº 8.069/90)- HIPOSSUFICIÊNCIA - ESTADO - NEGATIVA - ILEGALIDADE - DIREITO CONSTITUCIONAL ASSEGURADO - RETENÇÃO TRIMESTRAL DA RECEITA MÉDICA - NECESSIDADE - MULTA PROCESSUAL FIXADA - DECOTE - SENTENÇA REFORMADA EM PARTE. Evidenciado nos autos que o autor é portador de doença grave, que o tratamento indicado é o único capaz de auxiliá-lo para os fins prescritos, que o fármaco solicitado não pode ser substituído por outro disponibilizado pelo SUS e, ainda, a falta de condições financeiras para arcar com o custo do tratamento indicado, deve ser mantida a sentença que determinou ao Estado o fornecimento do fármaco essencial ao tratamento do autor, mesmo porque aquele não cuidou de fazer a contraprova específica exigida no caso e, por prevalecer, na hipótese, o direito à vida. Todavia, condiciona-se o fornecimento à retenção trimestral da receita médica, alémt0 de ser prudente e necessária a retirada da multa processual cominada na d. sentença recorrida, tendo em vista a natureza de pessoa jurídica de direito público da parte ré/apelante.
Disponível em: https://tj-mg.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/856836674/ap-civel-reex-necessario-ac-10517130015756001-mg