jusbrasil.com.br
3 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 046XXXX-60.2014.8.13.0702 Uberlândia

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
há 3 anos

Detalhes da Jurisprudência

Órgão Julgador

Câmaras Cíveis / 14ª CÂMARA CÍVEL

Publicação

15/02/2019

Julgamento

7 de Fevereiro de 2019

Relator

Valdez Leite Machado
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMENTA: APELAÇÃO - PERDAS E DANOS - CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - CRIAÇÃO DE WEBSITE - SERVIÇO INSATISFATÓRIO E INEFICIENTE - RESPONSABILIDADE DO FORNECEDOR - RESSARCIMENTO - PERDAS E DANOS MORAIS E MATERIAIS - PEDIDOS PARCIALMENTE PROCEDENTES.

- A natureza bilateral dos contratos gera obrigações para ambas as partes contraentes, a remuneração para o contratante e a prestação de serviço para o contratado, de modo que com a quitação do preço do serviço contratado, resta pendente apenas a contraprestação da parte adversa (serviço), que passa a ser exigível nos termos do art. 476, caput no Código Civil - Comprovado o inadimplemento contratual por parte da empresa contratada, que não demonstrou a eficiência do website criado, impõe-se a condenação ao ressarcimento da quantia recebida pelo serviço - O descumprimento contratual, em regra, não gera obrigação de indenizar danos morais, resolvendo seu descumprimento em perdas e danos. Todavia, evidenciado nos autos que os danos suportados pela parte ultrapassam o limite dos meros aborrecimentos, no caso concreto, revela-se presente o dever de indenizar - As despesas que estão direta e exclusivamente relacionadas ao risco da atividade do empreendedor, não podem ser transferidas àquele que descumpriu determinado contrato, ainda que relevante ao negócio desenvolvido. Por outro lado, verificada a existência de dano material em decorrência do descumprimento contratual, o respectivo ressarcimento exige comprovação inequívoca nos autos. Vv. A frustração, a decepção e o desconforto decorrentes do descumprimento contratual, em regra, não atingem a moral, a afetividade ou a intimidade da pessoa de forma a lhe causar vexames ou dores, por existirem meios legais para que seja exigida observância das regras ajustadas, ou a rescisão do contrato.
Disponível em: https://tj-mg.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/940020908/apelacao-civel-ac-10702140461212001-uberlandia

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 8 anos

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - PROCESSO CÍVEL E DO TRABALHO - Recursos - Recurso Inominado: RI 201300012361 PR 20130001236-1 (Acórdão)

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP: 110XXXX-09.2014.8.26.0100 SP 110XXXX-09.2014.8.26.0100

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 8 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 126XXXX-74.2012.8.13.0024 Belo Horizonte

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível: AC 10702140461212001 MG

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Criminal: APR 000XXXX-55.2013.8.26.0309 SP 000XXXX-55.2013.8.26.0309